by Amita

Mundinho

 

Estranho seria não entrar no mundo pequeno meu.

Não procurando, é lá que encontro curvas surpreendentes, fico tonta o suficiente,

Para perder o rumo do equilíbrio rigidamente mais que distante,

Até me achar do lado oposto ao que reflete no argento vidro.

Melhor porque único, aqui é agora.

bjs

_II_

 

 

Worldie

 

Strange it should be not entering the little world of mine.

Without searching, that’s where I meet surprising curves,  get sufficiently dizzy,

To  lose the path to the rigidly more than distant balance,

Till I find myself in the opposite side of the reflecting argent glass.

Best for being unique, here is now.

Lv

_II_

 



Escrito por amita às 21h39
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

Mezzo Napolitana  Mezzo Milanese

Aparências, pré-conceito, pré-estabelecido, enfermidades que atacam facilmente os que sofrem de ignorância crônica, de falta de abertura aguda, de empobrecimento da alma, de surdez cardíaca, os cegos pela mídia. Em outros casos as aparências inicialmente chegam afinadas, com tonalidade própria, detalhadamente compostas, sedutoras e convincentes, e se não estiver bem imune, causam uma infecção até o despencar da máscara.
Mas qualidade combina com tudo, existe e respira em qualquer circunstância, conquista o coração e fica ainda melhor se misturada com ingredientes e especiarias de outras terras férteis, de mães generosas de seios fartos, braços e ouvidos abertos.
Assim como jazz e pizza, combinação perfeita, mozzarella derretida, sax e sexo.
A do dia:
mezzo Napolitana
Carosone e Ripley, reverso do americano a lá Armani

mezzo Milanese

Bollani genialmente brincando de esconde-esconde com a morte, como um Genovese (sic)
(ouça até o fim, un puó Zappa, anche, devo dire).


Auguri!
bjs
_II_
ps: Grazie mille, Renato! bacione!!

Looks, pre-concept, pre-established, illnesses that easily reach those who suffer from chronicle ignorance, acute lack of openness, soul impoverishment, cardiac deafness, blinded by media. In other cases looks initially come uniquely tuned up, fully written, seductive and convincing, and if one is not properly immune, can cause infection till the mask drops.

However, quality blends quite well with anything, exists and breathes under any circumstance, conquers your heart and gets even better if mixed up with ingredients and spices from other fertile soils, generous mothers of plentiful breasts, arms and ears open.

Just as jazz and pizza, perfect match, melted mozzarella cheese, sax and sex.

Today’s special:

mezzo Napolitana
Carosone e Ripley, reverse of a-lá-Armani American


mezzo Milanese
Bollani brilliantly playing seek-and-hide with death, like a Genovese (sic)
(listen till the end, un puó Zappa, anche, devo dire)
 

 

Auguri!
lv
_II_


 

 

 



Escrito por amita às 12h05
[   ] [ envie esta mensagem ]





 

Pedro,  Roberto, o lobo e outros bichos

 

Flash-back especial do Rei para outros pequeninos porém gigantes Reis e Rainhas,
direto de 1970,
com a New York Philarmonic,
sob regência de Leonard Bernstein.

bjs

_II_

 

 

Peter, Robert, the wolf and other animals

 

Especial flash-back from the great King to other great little
Kings and Queens,
straight from 1970,
with
New York Philarmonic,
conducted by Leonard Bernstein.

lv

_II_

 



Escrito por amita às 13h54
[   ] [ envie esta mensagem ]





www.youtube.com/watch?v=XQy_LQs1uMQ&mode=related&search

Linda, leve e solta

 

Leve leveza de personalidade sólida, moldura belíssima, extravagância que resiste aos tempos,
agudos e médios perfeitos, duas contas turqueza
reflexo do céu escocês
 para onde somente ela me transporta;
de todas as maneiras sempre jovem e linda.

bjs

_II_

 

Beautiful, light and loose

 

Light lightness of solid personality, most exquisite frame, extravagance that resists all times,
perfect highs and mediums, two turquoise beads
reflection of  Scottish skies where only she can lead me to;
all ways always young and beautiful

lv

_II_

 

 



Escrito por amita às 08h22
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

Sempre

Ramalhetes de gardênia
Ladrilhos de preciosas da cor da laranja
Perfume de sândalo essencial nos cabelos

Com atraso, mas com o amor de sempre
E o meu pra sempre com você, nunca acaba.
bjs
_II_

Always
Until the rainbow burns the stars out in the sky
Until the ocean covers every mountain high
Until the dolphin flies and parrots live at sea
Until we dream of life and life becomes a dream
Until the day is night and night becomes the day
Until the trees and seas up, up and fly away
Until the day that 8x8x8x8 is 4
Until the day that is the day that are no more
Until the day the earth starts turning right to left
Until the earth just for the sun denies itself
Until dear Mother Nature says her work is through
Until the day that you are me and I am you
(sw
)
 

 



Escrito por amita às 09h54
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita
 

Foi
À frente do vento,  
por trás do sol,
abaixo das digitais,
além do limite do que penso,
adiante do que alcanço,
longe de hoje,
maior que o espaço,
mais velho que o tempo,

mais novo que o inédito,
mais raro que eu.
Foi.

bjs_II_

 

Gone

After the wind,
behind the sun,
below fingerprints,
beyond the limits of my thoughts,

ahead of my reaches,
far from today,
larger than space,
older than time,
newer than the unheard,
rarer than me.
Gone.

lv

_II_

 



Escrito por amita às 18h13
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

Retrato em Branco e Marrom
                      (white audio)    ( brown audio)

Meus olhos encontraram os dela, quase humana, e por um segundo sem fim, como espelhos d’água, ambos os pares, cor de expresso bem tirado, refletiram a necessidade mútua de colo, de companhia, de cumplicidade sem julgamento.
Seu  companheiro – sim, ela já tem dono - bem sabe que ela é linda e a chama de Samantha. Talvez porque cães tragam a providência mágica da felicidade.
Se fosse minha, seu nome seria Diana.

Bjs
_II_

ps: nunca tive cachorro, mas acho que está chegando a hora.

 

 

Brown and White Portrait

(brown audio)     ( white audio)

My eyes meet hers, nearly human, and just for an endless second, like water mirrors, both perfect made espresso colour pairs reflect the mutual need of shelter, companionship, judgment free complicity.
Her partner - yes, already she belongs to somebody else – is quite aware she is beautiful and calls her Samantha. Perhaps because dogs bring magic providence of happiness.
But were she mine, I’d call her Diana.

Lv
_II_

ps: I’ve never had one, but I reckon it’s time I got myself a dog.

 

 

 

 

 

 



Escrito por amita às 11h39
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

Eternamente en-cantada

 

Transformar o todo em outras partes exige sabedoria para reaproveitar aparas, tiras e desenvolver uma receita nova mais ardida ou mais sutil. Arranjos sempre me encantam, provocam lágrimas de sorrisos.

Particularizar a interpretação, reangular a estrutura para depois ouvir, embrulhar, sentir, não-pensar, abraçar, habilidades que me fascinam, me causam inveja do bem, frente à minha franca falta de capacidade em tantas vezes, reorganizar o que ouço, vestindo o som com trajes inesperados, surpreendendo ouvintes e falantes.

Aqui um encontro master entre Erik Satie, e um de seus seguidores mais criativos e ousados, Mathias Rüegg, por vias que fazem sua obra circular sob diâmetro aumentado.

Incansavelmente, vou atrás de encontros assim, na tentativa de rebatizar em cordas  limpas, em madeira do bem, em ajustes eletro-acústicos, música que afina o erudito que orienta meu nem tanto popular.

Bjs

_II_

 

Forever en-chanted

 
Transforming the whole lot in other parts demands wisdom to make the most of chips and straps, and develop a new recipe be it spicier or more subtle. Arrangements have always enchanted me, provoke smiling tears.

Particularizing interpretations, re-angling structures to then listen, wrap, feel, not-think, embrace, abilities that fascinate me, cause me positive envy, before my so often sincere lack of capability of reorganising what I hear, dressing the sound in unexpected outfits, surprising listeners and speakers. 

Here is a master encounter between Erik Satie, and one of his most creative and daring followers, Mathias Rüegg,

through ways that make his work circle under augmented diameter.  
Tirelessly,  I go after such encounters, attempting to rebaptize in clean strings, in woods of good, in electro-acoustic settings, the music that tunes the classic which orients my not that much popular.

Lv

_II_

 

 

 

 

 



Escrito por amita às 23h18
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

Aos meus pés

 

Ser feliz da cabeça aos pés, especialmente entre.

Meus pés me tiram do chão, me levam pro futuro.

bjs

_II_

 

 

At my feet

 

Happiness from head to toes, especially in between.

My feet make me get off the ground, take me to the future.

lv

_II_

 

 

 



Escrito por amita às 16h03
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

Hégira

 

Êxodo, pela estranheza no reflexo temido do ainda-sempre a ser conhecido.
Evidências de algo de mim em todos, todos em partes de mim, in-completa natureza que, pelo avesso,
espelha minha condição de pequenina e também gigante, minha mente farta, meu coração forte.
Eu, partícula mutante, ser gerúndio!

bjs

_II_

 

 

Hejira

 

Exodus, due to the strange, scaring reflex of the yet-still to be revealed. Evidences of something of myself in everyone,
everyone in parts of my-self, in-complete nature which, inside out, mirrors my condition of being little and yet gigantic,
my plentiful mind, strong heart.
An ever changing particle, a gerund being!

lv

_II_

 

 



Escrito por amita às 22h49
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita Padma

Falso brilhante

 

Brilha, me encanta, me atrai, me intriga.
Como o mito, em que a referência do falso não existe, só do verdadeiro, que é múltiplo, que depende da interpretação, da ênfase.

O mito não constrói, reaparece novamente, que não é “outra vez” pois "outra vez" é repetir o mesmo e não fazer “de novo", criar o novo.

Essa versão que trago hoje é tão brilhante quanto a original, porque tem brilho de astros que representam o obscuro e traduzem o sombrio em luz.

(alguns diriam Shine On Crazy Diamond)

bjs_II_

 

 

Fake brilliant

 

It shines, delights me, attracts me, puzzles me. Like the myth that makes no reference to fakeness, only to the truth, which is multiple and depends on interpretation, on emphasis. The myth does not build, it comes again, which is not “one more time” for one more time is repeating the same rather than doing it “again”, creating the new.

This version I bring you today is as brilliant as the original one, because it has the shine of heavenly bodies that represent the obscure and translate shadows into light.

(some would say Shine On Crazy Diamond)

 lv _II_

 



Escrito por amita às 16h11
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita Padma

Porque

Porque escolher inclui o deixar de lado; 
porque entender não necessariamente, ou melhor, quase sempre, não significa saber lidar;
porque o melhor caminho é, ao mesmo tempo, o de dentro e o de fora, que  levam ao mesmo lugar;
porque sempre fui absoluta na relatividade;
porque não sou capaz de ser todos os acordes que em mim mergulham;
porque sim.

bjs_II_

 

Because

Because choosing includes leaving behind;
because understanding does not necessarily, rather, nearly always does not mean coping easily;
because the best way is at the same time the inner and the outter ones which lead us to the same place;

because I have always been absolute regarding relativity;

because I’m not able to be all the notes that dive into me;

because.

lv_II_

 



Escrito por amita às 16h24
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

 

Ouvido distante

 

Há tempos estou ensurdecida com meu próprio silêncio, avassalador, corrosivo, perverso, um grito mudo que me extirpou inteira, arrancou raízes, agrediu cordas, demoliu meus concretos mais abstratos. O nada, assim instaurado na vivência do tudo mesclado em ordem irreconhecível, gerou o tormento maior nessa alma fortemente vulnerável, entregue à verdades nuas, sem casca.

Muito cansativa essa batalha, cujos adversários sou eu mesma.

Apesar de ainda totalmente exausta e sem rumo, ontem consegui ouvir o que identifiquei como as suas vozes, vocês que sei me querem bem, e a quem eu sempre vou dedicar grande parte da minha vida e minha música.

Meu coração agradece verdadeiramente

Bjs

_II_

 

 

Distant hearing

 

For so long have I been deafened by my own silence, so devastating , corrosive, mean, a voiceless scream that has extirpated me to the full, pulled out all roots, assaulted strings, demolished my most abstract concretes. The nothingness, thus installed in the living of all, unrecognizably mingled, has generated the deepest torment in this so strongly vulnerable soul, left to bare, skinless truths.

Such a tiring battle whose opponents are myself alone.

Despite still so exhausted and adrift, yesterday I could hear what I identified with your voices, all of you who wish me well, I know, and to whom I shall always dedicate great part of my life and my music.

My heart is truly thankful.

Lv

_II_

 



Escrito por amita às 00h59
[   ] [ envie esta mensagem ]





by ph_amita

Música Interna

 

Tudo o que ilumina. Todos vocês lá, bem guardados em mim, no meu estilo próprio-impróprio de des-arrumar conteúdo, distribuindo os instrumentos que soam em grave-agudíssimo em lilás claro ou profundo púrpura, sempre afinados aos meus ouvidos, companheiros absolutos de todos os momentos.

E que o momento dure somente um instante, que tudo venha rasgando intensamente, e deixe seus traços no coração e pensamento certo de desaparecer depois, pois tudo, o ano, eu, você, passa, para que outros tudos possam vir brilhantemente.

Hoje, amanhã, em 2006, permita principalmente que sua luz particular brilhe bem lá no interior do fundo do dentro antes de iluminar o caminho de fora. Tudo é em você, angústia, harmonia, conflito e solução. Quanto mais além, menos perto.

Eterna e extremamente grata e dedicada a você, meu presente precioso, diamante que otimiza meu feixe de luz devolvido em música com amor em puro acorde, o melhor de mim, meu verdadeiro namastê.

bjs_II_

 

 

The farther one travels
The less one knows
The less one really knows

(" The Inner Light", by George Harrison)

ps: estarei fora de 25.12 a 25.01,

mas vou sempre checar minha inbox:vindaloo@uol.com.br

 

 

Inner Music

 

Whatever lights. All of you there, well-kept inside me, in my own proper-improper style of dis-organising contend, distributing the instruments that sound the highest-lowest, at times bright lilac or deepest purple, always tuned to my absolutely friendly ears throughout the times.    
May the time last for just an instant, may all come tearing you intensely, leaving traces in the heart and mind, certain to vanish later, since all things, the year, myself, yourself, must pass, so that other all may live brilliantly. 

Today, tomorrow, in 2006, allow particularly that your private light shine right there in the deepest of your deep inner side before lighting up the outside. All is within you, angst, harmony, conflict and solution. The farther beyond we go, the less close we get.

Ever and thoroughly thankful I am, dedicated to you, my sheer present, the diamond that optimises my light beam returned in music with love of pure chord, the best of me, my true namaste.

love_II_

 

ps: I’ll be away on holidays from 25.12 to 25.01,

but will often check my inbox:vindaloo@uol.com.br



Escrito por amita às 09h54
[   ] [ envie esta mensagem ]





by Amita

If I needed…

 

No words can be typed, thought of,said
when the sound of divine poetry
comes through my ears
and soaks my heart.
I’m so minuscule before them.
Harrison and Hedges: creator and disciple.
lv_II_

 

Impossível digitar, pensar, dizer
quando o som da poesia divina
entra pelos ouvidos
e encharca meu coração.
Ante eles, sou minúscula.
Harrison and Hedges: criador e discípulo.

bjs_II_

 

“If I needed someone to love

 You’re the one that I’d be thinking of

 If I had some more time to spend

 Than I guess I’d be with you, my friend”

(George Harrison)

ps: dedicated to Xavier Floyd, Pérola's new born baby

 



Escrito por amita às 19h12
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

  Ver mensagens anteriores

links
  fiteiro
  música é o negócio
  impressoes de fevereiro
  spoiler
  lotta continua
  anaconda
  mude
  sovaco de cobra
  giralata
  gandalf
  poesia de latrina
  hora do café
  opyo
  impressões de ontem
  vita manifesta
  collective intelligence
  anita roddick
  no war blog
  night passage